na janela

Escorado à janela de vidro, o corpo todo encostado, a testa formando uma mancha de umidade, os olhos desviados para o próprio corpo, para baixo, e admirou-se daquilo, da janela entre ele e o mundo, do mundo refletido no vidro, o mundo impresso na tela negra da camiseta, o mundo inteiro contido no peito, o mundo inteiro...